Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
Congresso Mundial sobre água e desenvolvimento

21/09/2010
Da Redação | A12.com
 
Profissionais, diretores e especialistas do setor de água estão reunidos em Montreal, no Canadá, para o Congresso Mundial sobre a água, desenvolvimento e mudanças climáticas, um evento que se realiza a cada dois anos.

O Congresso, promovido pela International Water Association (Associação Internacional de Água – IWA), teve início neste último domingo (19) e prossegue durante toda a semana.

O mundo está consciente de que ‘a água é fonte de vida para o planeta’, portanto a edição 2010 do congresso aborda temas como mudanças climáticas e energia, água e saúde, segurança dos sistemas híbridos e cidades do futuro.

Nesta terça-feira (21), os debates serão dedicados à Africa, a fim de reiterar a necessidade de uma maior compromisso político neste continente onde o direito à água é negado a muitos africanos.

A falta de acesso a água potável e de serviços de higiene por causa da carência de infraestrutura de alguns lugares do mundo, acaba provocando vítimas de doenças como cólera, malária e disenteria.

Quem mais sofre com estas doenças são as crianças menores de cinco anos.

Hoje, 50% da população urbana da África sofre pelo menos uma vez na vida de uma doença ligada à falta de água potável ou por causa da ausência de serviços de higiene adequados.

Outro dado importante é que a cada ano, 60 cidades africanas são atingidas por epidemias de cólera.

A Associação Internacional da Água é uma rede que está presente em 130 países e se preocupa exclusivamente de problemas relacionados ao ciclo da água, ou seja, desde de pesquisas científicas e tecnológicas até o acesso a água, sua conservação e utilização em todos os setores da atividade.

Metas - O acesso à água é um dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, que deverá ser atingido até 2015.

Estão também reunidos em Nova York, representantes da Cáritas Internacional para a Cúpula da ONU, que discutem os cincos anos que antecedem o fim do prazo assinado pela ONU, para se cumprirem os Objetivos do Desenvolvimento do Milênio contra a pobreza.

A Cáritas Internacional afirmou durante o encontro, que muitos países pobres não poderão alcançar tais metas até 2015.

“Nossa geração é a primeira que possui conhecimentos e recursos para ajudar milhões de pessoas a vencerem a pobreza. O que falta é vontade política dos líderes mundiais. Não é simplesmente questão de mais dinheiro. Necessitamos de líderes políticos que olhem a todos como seres humanos cuja dignidade, liberdade e direito de melhores condições de vida são invioláveis e profundamente sagrados", ressaltou o secretário-geral da Caritas-Senegal, Ambroise Tine.

Segundo a Cáritas Internacional, uma a cada sete crianças na África não chega a completar cinco anos de idade.

Em 2008, oito milhões e oitocentas mil crianças morreram no mundo.

Doenças como pneumonia, diarréia, malária e AIDS – são as causas de 43% dessas mortes.

Voltar

 
| Política de privacidade © 2009 - 2017 Paróquia São João Bosco. Todos os direitos reservados.