Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
Vaticano é contra proposta de queimar Alcorão no 11 de Setembro

10/09/2010
Da Redação | CN Notócias, com agências internacionais
 
Na foto: Papa e Líder mulçumano no Vaticano, em 2008. Exemplo de Diálogo Inter-Religioso
 
O Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso emitiu um comunicado nesta quarta-feira, 8, afirmando sua posição contrária ao "Koran Burning Day" [Dia de Queima do Alcorão].

A proposta - de um grupo evangélico fundamentalista do interior dos Estados Unidos - seria uma forma de protesto aos ataques terroristas de 11 de Setembro de 2001. Apesar das reações internacionais contrárias, o líder da igreja Dove World Outreach Center, pastor Terry Jones, anunciou na terça-feira, 7, que pretende queimar o Livro Sagrado para os muçulmanos e defendeu que o manifesto seja seguido em nível mundial.

Acesse
.: Comunicado sobre o Koran Burning Day

"Esses atos deploráveis de violência, de fato, não podem ser contra-atacados através de um gesto grave e ultrajante contra um livro considerado sagrado por uma comunidade religiosa. Cada religião, com seus respectivos livros sagrados, locais de culto e símbolos tem o direito ao respeito e proteção", indica o dicastério do Vaticano.

O Pontifício Conselho convida à solidariedade com os familiares das vítimas e lembra que todo o líder religioso deve condenar qualque forma de violência, em especial as que são cometidas em nome da religião.

Os ataques de 11 de Setembro foram organizados por terroristas islâmicos ligados à rede Al-Qaeda, comandada por Osama bin Laden. Eles sequestraram dois aviões e os chocaram com as torres gêmeas do World Trade Center, em Nova Iorque. No total, 2.993 pessoas foram mortas, incluindo os 19 sequestradores dentro dos aviões.

Voltar

 
| Política de privacidade © 2009 - 2017 Paróquia São João Bosco. Todos os direitos reservados.