Avisos Paroquiais
Receba nosso informativo diretamente em seu e-mail.
Papa no Angelus: "Sigo, com atenção, a delicada situação da querida nação egípcia"

06/02/2011
Rádio Vaticano
 
Neste domingo, da janela de seus aposentos voltada para a Praça São Pedro, o Papa Bento XVI rezou a Oração Mariana do Angelus para os milhares de fiéis e peregrinos provenientes de todo o mundo. Sob um céu azul e ensolarado, o Santo Padre, citando o Evangelho de hoje, relembrou as palavras de Jesus aos seus discípulos: "Vós sois o sal da terra (...). Vós sois a luz do mundo" (Mt 5,13.14).

“Através destas imagens cheias de significado – explicou o Santo Padre -, Jesus quer transmitir-lhes o significado de suas missões e de seus testemunhos.”

Bento XVI continuou em sua explicação: “o sal, na cultura do Oriente Médio, evoca diversos valores como a aliança, a solidariedade, a vida e a sabedoria. A luz é a primeira obra de Deus Criador e é fonte de vida. A própria Palavra de Deus é comparada à luz, como proclama o salmista: "Lâmpada para os meus passos é a Vossa palavra, luz para o meu caminho” (Salmo 119:105). E ainda na liturgia de hoje, o profeta Isaías diz:" se você der o seu pão ao faminto e matar a fome do oprimido, então a sua luz brilhará nas trevas e a escuridão será para você como a claridade do meio-dia (58,10).”

“Unidos a Jesus – disse o Santo Padre -, os cristãos podem espalhar, através das trevas da indiferença e do egoísmo, a luz da verdadeira sabedoria de Deus, que dá significado à existência e ao agir dos homens.”

Em seguida o Papa recordou que, no próximo dia 11 de fevereiro, memória litúrgica de Nossa Senhora de Lurdes, a Igreja celebrará a Jornada Mundial do Doente. Bento XVI ressaltou que “a ocasião é especial para refletir, rezar e despertar a sensibilidade das comunidades eclesiais e da sociedade civil para com os irmãos e as irmãs doentes”.

“Na mensagem para essa jornada, inspirado em uma expressão da Primeira Carta de Pedro “das suas chagas foram curados (2, 24), convido todos a contemplarem Jesus, o Filho de Deus, que sofreu, morreu, mas ressuscitou. (...) O Senhor cuida do homem em cada situação, compartilha do sofrimento e abre o coração à esperança.”

Bento XVI exortou assim “todos os agentes de saúde a reconhecerem no doente não somente um corpo frágil, mas, antes de tudo, uma pessoa a quem doar toda a solidariedade, oferecendo respostas adequadas e competentes”.

Após rezar a Oração do Angelus, o Pontífice chamou a atenção para a situação do Egito. “Nestes dias – disse o Papa -, sigo com atenção a delicada situação na querida nação egípcia. Peço a Deus que aquela terra, abençoada pela presença da Sagrada Família, encontre a tranqüilidade e a pacífica convivência, no compromisso compartilhado pelo bem comum.”

O Santo Padre saudou todos os presentes nos seus diversos idiomas e concedeu a todos a sua benção apostólica.

Voltar

 
| Política de privacidade © 2009 - 2017 Paróquia São João Bosco. Todos os direitos reservados.